domingo, 29 de maio de 2011

O milagre de Nossa Senhora de Nazaré e o retorno da imagem fugitiva

O milagre

A origem da devoção a Nossa Senhora de Nazaré se prende a um fato ocorrido por volta do ano de 1150 em Portugal.

“Estando um jovem e vistoso cavalheiro português Dom Fuas Roupinho à caça de um veado entre intensa neblina vê-se subitamente no alto de um rochedo à beira-mar, e se seu cavalo não houvesse estancado, ter-se-ia precipitado ao mar.

“Cheio de terror e considerando o perigo, agradeceu ao Senhor de toda alma a sua salvação. Mas o perigo não passara de todo, pois o cavalo não podia avançar nem recuar sem precipitar-se no abismo.

“Procurando uma saída, nota o cavaleiro uma imagem de Nossa Senhora numa caverna do rochedo. E cheio de fé, lança-se aos seus pés implorando socorro.

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Fátima, 13 de maio de 2011: auréola solar impressiona multidão de peregrinos

Agência Lusa
A imprensa brasileira nada informou - pelo menos, nada nos consta - sobre o relevante fenômeno acontecido em Fátima no último 13 de maio.

Reproduzimos a continuação matéria que já publicamos a respeito no blog "A Aparição de La Salette e suas profecias". Pode ser matéria repetida para aqueles que recebem ou visitam esse blog.

Agradecemos a compreensão deles em atenção ao benefíco que podrá tirar grande número de assinantes de "Lourdes e suas aparições".

No dia 13 de maio uma grande multidão de peregrinos reuniu-se em Fátima, aliás, como é costumeiro nesta grande data que comemora a primeira aparição de Nossa Senhora em 1917.

domingo, 15 de maio de 2011

Um castigo severo e perpétuo

São Bernardo de Claraval ajoelhado diante de Nossa SenhoraCerto dia, quando São Bernardo se dirigia para a corte do Conde Teobaldo, deparou-se-lhe um grupo de soldados que conduziam um prisioneiro ao cadafalso, para enforcá-lo.

Vendo a cena, apoderou-se S. Bernardo da corda com que era conduzido o condenado, e fez esta estranha proposta aos verdugos:
— Entregai-me este criminoso, e executá-lo-ei com as minhas próprias mãos.