segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Ave mundi spes Maria ‒ Ave Maria esperança do mundo


O “gregoriano” é o canto oficial da Igreja. Foi compilado, organizado e regulamentado pelo Papa São Gregório Magno (540-604). (Mais em: Gregoriano).

Desde então, há mais de 1.400 anos vem sendo cantado em catedrais, igrejas e mosteiros católicos.

Canta-se em latim.

É um canto de uma só voz, sem acompanhamento, que exprime cuidadosamente o significado profundo das palavras, transmitindo uma alegria serena que sobe diretamente ao Céu; um recolhimento que exclui todas as coisas da Terra, sem agitação nem folia, dizendo com toda naturalidade o que tem a dizer.



Em cada uma das palavras cantadas está contida uma catedral de significados e imponderáveis. Cada palavra reflete a ordem do universo como uma catedral sonora.

Ó serenidade, ó tranqüilidade, ó dignidade e caráter profundamente religioso do gregoriano!

É a voz da Igreja cantando o dom que Deus concedeu a Nossa Senhora, ao sopro do Espírito Santo!

O cântico do clip é uma sequência (ou hino) “Ave mundi spes Maria”, que em latim significa “Salve Maria, esperança do mundo”.

No clip é cantado pelos monges beneditinos de São Domingos de Silos, Espanha.

A letra diz:

Salve ô Maria, esperança do mundo; salve ô benigna, salve ô piedosa; salve ô cheia de graça!

Salve ó virgem singular, roseira que arde sem se consumir!

Salve ô especiosa rosa! Salve ô vara de Jessé cujo fruto quebrou as correntes de nossa prisão!

Veja vídeo
Vídeo: Ave mundi
spes Maria
Salve, cujo ventre teve um filho que venceu a lei da morte.

Salve, Virgem sem igual, que trouxeste a alegria para o mundo que gemia em prantos.

Salve, ô lâmpada das virgens, através da qual a luz celestial brilhou para aqueles que jaziam nas trevas.

Salve, ó Virgem de quem quis nascer e de cujo leite quis se alimentar o Rei do Céu.

Salve, ô gema preciosa das luminárias do céu!

Salve, ô santuário do Espírito Santo!

Ô, que maravilha, como é louvável essa virgindade em que o Espírito Paráclito fez brilhar a fecundidade!

Ô, quão santa e serena, abençoada e amena é esta virgem, por quem foi encerrada nossa escravidão, foi nos aberta a porta do Céu e ganhamos nossa liberdade.

Ô lírio da castidade, intercedei por nós junto a vosso filho, que é a salvação dos humildes: para não sermos condenados eternamente por causa de nossos pecados no dia de nosso justo juízo.

Antes bem, que vossa oração nos lave das máculas do pecado, e nos instale na casa da luz eterna.

Digam todos os homens: Amém!


O texto no original latino: 

Ave mundi spes Maria, ave mitis, ave pia, ave plena gratia.

Ave virgo singularis, quæ per rubum designaris non passus incendia.

Ave rosa speciosa, ave Jesse virgula:

Cujus fructus nostri luctus relaxavit vincula.

Ave cujus viscera contra mortis foedera ediderunt filium.

Ave carens simili, mundo diu flebili reparasti gaudium.

Ave virginum lucerna, per quam fulsit lux superna his quos umbra tenuit.

Ave virgo de qua nasci, et de cujus lacte pasci res cælorum voluit.

Ave gemma coeli luminarium.

Ave Sancti Spiritus sacrarium.

Oh, quam mirabilis, et quam laudabilis hæc est virginitas!

In qua per spiritum facta paraclitum fulsit foecunditas.

Oh, quam sancta, quam serena, quam benigna, quam amoena esse virgo creditur!

Per quam servitus finitur, posta coeli aperitur, et libertas redditur.

Oh, castitatis lilium, tuum precare filium, qui salus est humilium:

Ne nos pro nostro vitio, in flebili judicio subjiciat supplicio.

Sed nos tua sancta prece mundans a peccati fæce collocet in lucis domo.

Amen dicat omnis homo.

Video: Nossa Senhora e o hino (sequência) Ave mundi Spes Maria



Desejaria receber gratuitamente 'Orações e milagres medievais' em meu e-mail

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário! Escreva sempre. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus necessariamente os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.